Ministro Tarcísio se reúne com fundo de investimento de George Soros, nos EUA

11
Foto: World Economic Forum swiss-image.ch/Photo by Michael Wuertenberg.
Anúncio:

Com objetivo de atrair o mercado formado por “grandes players globais”, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, participou de reunião com investidores para investimentos em infraestrutura no Brasil. Entre os investidores estava a Soros Fund, agência de investimentos pertencente ao polêmico bilionário George Soros, conhecido por financiar pautas de esquerda em todo o mundo.

De acordo com tuíte publicado pelo perfil oficial do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), órgão do Ministério da Casa Civil, o encontro “one-on-one” com o fundo de investimentos do bilionário globalista George Soros aconteceu na última quinta-feira, 19 de setembro.

Anúncio:

O encontro começou a ser criticado na manhã desta quinta-feira (26), após a sua divulgação. As críticas são devido à incoerência diante do discurso do presidente Jair Bolsonaro, na Assembleia Geral da ONU, na última terça-feira (23), contra o globalismo e em defesa de valores nacionais como a defesa da família, temas contrários à maioria dos investimentos de Soros.

O colunista e youtuber Bernardo Küster também denunciou a parceria contrária aos valores defendidos por Bolsonaro e seus eleitores. Para ele, os investimentos em infraestrutura são importantes, mas há valores inegociáveis. Seu vídeo, que pode ser assistido ao final da matéria, vem sendo amplamente divulgado e os comentários demonstram grande insatisfação com o uso do dinheiro de Soros para projetos do governo.

Defensores argumentam que a parceria poderá trazer grandes benefícios à infraestrutura do Brasil. Ao todo, segundo o site do Ministério da Infraestrutura, Tarcísio participou de 21 reuniões com 68 representantes de fundos, bancos tradicionais, bancos de investimento, associações, empresas, escritórios especializados, agências de risco e investidores individuais, que, somados, representam um mercado de mais de US$ 2 trilhões, superando, em valores, o PIB brasileiro de 2018, segundo matéria do site Renova Mídia.

Esquerda e grande mídia têm defendido o bilionário de acusações

Junto de outras fundações, como a Ford Foundation, George Soros foi responsável pelo investimento de 10 milhões de dólares para a formação de lideranças políticas de esquerda no Brasil, dinheiro que deu origem à Fundação Marielle Franco. Além disso, Soros está bancando uma bolsa de estudos para o ex-deputado Jean Wyllys, ativista de causas LGBT, que frequentemente recebem dinheiro da Fundação Open Society, de Soros.

Alguns usuários das redes sociais apontaram a incoerência de um encontro do governo brasileiro com o fundo de Soros, principalmente após o discurso patriótico e anti-globalista de Bolsonaro na 74.ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

Logo após a divulgação da informação, na manhã desta quinta, a informação foi excluída do perfil do Twitter do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), que primeiramente havia divulgado. Mas uma cópia do mesmo pode ser vista abaixo:

Informações Renova Mídia

Assista ao vídeo de Bernardo Küster:

 

 

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.

 

11
Deixe um comentário

avatar
8000
8 Tópicos de comentários
3 Respostas em tópicos
2 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário mais polêmico
8 Autores dos comentários
Blue EyesSóTerceiraPosiçãoSalvaCaio S. DuarteEster AndradeErika Autores de comentários recentes
  Notifique-me  
Notificar de
Diego Garreto
Visitante
Diego Garreto

Liberalismo econômico?

SóTerceiraPosiçãoSalva
Visitante
SóTerceiraPosiçãoSalva

Sim não tenha dúvidas, por isso que não dá para ser liberal e conservador.

Os movimentos de esquerda, lgbt, ideologia de gênero, feminismo, etc. São consequências do individualismo com tem sua origem na filosofia liberal. Por isso uma economia liberal vai cair no liberalismo moral.

Romolo Saporito
Visitante
Romolo Saporito

Falar ate pode, mas fazer negocio não!

Vanderlei Lux
Visitante
Vanderlei Lux

Rsrsrs…

Discursos e negócios são como aquele ditado: “amigos, amigos, negócios à parte!”.

Discursos são bonitos para os ouvidos, mas o som que os ‘bolsos’ (das calças, rsrsrs…) gostam, é do ‘plim-plim’ das moedas!

Erika
Visitante
Erika

Soros narcotraficante , denunciado pelo ex parlamentar Enéas , que tbm denunciou que Soros foi quem comprou a Mineradora Vale do Rio Doce , azer negócios com ele é se curvar a pedofilia , se curvar ao modelo de libertinagem anti cristã , aceitando ajuda desse fundo , ele vai impor seu modelo satânico de costumes contra a família ele defende a ideologia de gêneros nas escolas O BRASIL DEVE REJEITAR QUALQUER APROXIMAÇÃO COM ESSE FUNDO PARA A SAÚDE MENTAL DA FAMÍLIA E NOSSOS FILHOS !!!

SóTerceiraPosiçãoSalva
Visitante
SóTerceiraPosiçãoSalva

Ele não passa de um liberal, se aproveitando do entreguismo de nossos recursos pelo atual governo. Enquanto ele lucrar ele vai financiar pautas de esquerda.

Ester Andrade
Visitante
Ester Andrade

O Brasil não precisa dessa imundície de soros, precisa é livrar o sistema desse congresso camara stf ccj tre enfim todo sistema está podre emparelhado com os demonios que habitam as cabeças doente dos esquerdopatas e roubam o direito das pessoas de viverem seu tempo aqui na terra em paz.

SóTerceiraPosiçãoSalva
Visitante
SóTerceiraPosiçãoSalva

Não é somente a esquerda que tem relações com esse pervertido, veja na própria matéria fala das relações do atual governo com seu fundo de investimento. Sem falar do Paulo Guedes que tem conexões com Soros. Pois seu banco serve como fundo de investimento para Soros.