Siga o fio

 
A mídia teve sua função modificada ao longo do último século. Da informação e da formação ela passou para a transformação social. E você é o banquete.
 
Às portas de uma ditadura do Judiciário, o jornalismo tem uma função importantíssima: assim como ele moldou o imaginário e deu o sentido dos fatos que servem de fundamento a decisões e juízos da elite, nele pode estar a única chance de resistência imediata diante das agendas globais.
 
Para isso, é preciso compreender o papel de cada elemento da estrutura ideológica montada ao longo do tempo. Compreender o imaginário vigente é o único jeito de oferecer antídotos para uma consciência mais concreta, mais instalada na realidade presente e no ambiente que se deseja atuar.
 
Entre no Telegram e acompanhe as principais notícias com comentários e análises, além das novidades que podem surgir, como cursos e lives fechadas para os membros do canal.


Digite o endereço de e-mail e ao final você entrará no grupo do Telegram

Cristian Derosa
Jornalista, mestre em Fundamentos do Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina
Fundador e editor do site Estudos Nacionais e coordenador editorial da ID Editorial
Editor adjunto do Jornal Brasil Sem Medo
Autor dos livros:
– A transformação social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda (2016)
– Fake News: quando os jornais fingem fazer jornalismo (2018)
– Fanáticos por Poder: esquerda, globalistas, China e as reais ameaças por trás da pandemia (2020)