Anúncio:

O Centro para Controle e Prevenção de Enfermidades (CDC) dos Estados Unidos registrou nesta semana casos de miocardite, uma inflamação no músculo cardíaco, em jovens e adolescentes vacinados com o produto experimental da Pfizer e da Moderna, que utilizam manipulação genética mRNA. Embora ainda não se tenha estabelecido a causalidade dos eventos, eles ocorreram nos quatro dias após a vacinação. Casos semelhantes já foram observados na França.

A maioria dos casos “parece ser benigna”, explicaram técnicos do CDC e garantiram que está sendo realizado um mapeamento da situação. Há “relativamente poucos” casos informados, segundo a CDC, que não detalhou nem os nomes nem as idades exatas das pessoas afetadas, informou o portal R7.

Anúncio:

Essas miocardites, que ocorreram com mais frequência “após a segunda dose”, têm afetado mais homens do que mulheres. O número de miocardites reportadas não excede a taxa normal de pessoas dessa faixa etária no momento, segundo as autoridades sanitárias.

No final de abril foram detectados cinco casos de miocardite na França em pessoas que haviam recebido a vacina anti-covid da Pfizer/BioNTech mas não demonstraram qualquer vínculo com as aplicações.