Após 2 meses sem máscaras ou restrições, Texas tem zero mortes por covid-19

0
Anúncio:

O governador do Estado do Texas, Greg Abbott (R), anunciou no último domingo (16) que desde o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras e outras restrições, medidas tomadas há pouco mais de dois meses, nenhuma pessoa morreu por complicações do vírus covid-19. O indicadores do Estado texano estão entre os melhores dos EUA, Abbot foi duramente criticado quando relaxou as medidas contra a covid, inclusive pelo atual presidentes dos EUA, Joe Biden (D), que o chamou de “neanderthal”.

Abaixo alguns dados apresentados pelo governador texano.

Anúncio:
  • Menor número de casos relatados em mais de 13 meses;
  • Menor taxa de positividade semanal dos últimos tempos;
  • Menor número de hospitalizações em 11 meses.

O Estado texano contrariou as indicações da gestão Biden e, logo no início do relaxamento das restrições, o número de mortos caiu vertiginosamente. Enquanto menos americanos morriam também o governador da Califórnia, Gavin Newsom (D), criticou e descreveu a medida texana de “absolutamente imprudente”. Os números surpreenderam a tal ponto que o conselheiro de Joe Biden para assuntos de saúde pública, Anthony Fauci, afirmou que não sabia explicar o sucesso texano, e previu consequências trágicas para os próximos meses, “um espaço de tempo de algumas semanas” para o fim das restrições causar o aumento de infectados, disse Fauci dois meses atrás.

Abaixo você pode conferir o tweet de Greg Abbot comemorando o sucesso obtido em seu Estado.

Há pouco menos de um mês, a bióloga Giovanna Lara explicou, em entrevista ao EN, como o uso constante de máscaras pode agravar quadros de Covid-19 ou produzir falsos positivos. A situação do Texas pode ser representativa de um alerta importante sobre a efetividade e segurança de medidas vistas como eficazes desde o início da pandemia.