Anúncio:

Batizada de Exceptis, a operação policial em andamento na favela do Jacarezinho, Rio de Janeiro, busca reprimir o aliciamento de menores pelo crime organizado para o tráfico de drogas, até o momento desta matéria 24 suspeitos foram mortos e um policial civil perdeu a vida no confronto, André Leonardo de Mello Frias, da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod).

Logo pela manhã desta quinta-feira (06/05) os moradores de Jacarezinho foram acordados pela troca de tiros entre traficantes e policiais. Dois passageiros de metrô que se localizava na altura da estação Triagem sofreram ferimentos leves ocasionados pelo vidro estilhaçado do vagão.

Anúncio:

A frente de combate contra o aliciamento de menores foi formada por unidades do Departamento Geral de Polícia Especializada, Departamento de Polícia da Capital e da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais). Imagens aéreas e de moradores da região mostraram o corre-corre de traficantes armados com fuzis, pulando telhados na tentativa de encontrar melhor posição contra a investida policial. O Jacarezinho é comandado pelo Comando Vermelho, facção criminosa que utiliza táticas de guerrilhas para aterrorizar a população e garantir monopólio do crime.

O Comando Vermelho foi criado em 1979 no presídio Cândido Mendes, Ilha Grande, por intelectuais, militantes de esquerda e criminosos detidos durante o Regime Militar. Um dos seus fundadores, William da Silva Lima, “O Professor”, é responsável também pela militarização e organização do crime de acordo com táticas de guerrilha urbana. Ao perceber o sucesso do plano, disse “Conseguimos aquilo que a guerrilha não conseguiu: o apoio da população carentes. Vou aos morros e vejo crianças com disposição, fumando e vendendo baseado. Futuramente eles serão três milhões de adolescentes, que matarão vocês [a polícia] nas esquinas”.

Como veiculado em canais da imprensa, os criminosos alvos da operação Exceptis são altamente organizados, aliciam menores para driblar leis, dispõe de uniformes e hierarquização bem definida. Até o momento, somente um policial foi morto e 24 suspeitos eliminados.