Anúncio:

O personagem Doutrinador, de Luciano Cunha, retorna em nova aventura, ambientada no cenário conspiratório que envolve a pandemia de Covid-19. É a trama Vírus vermelho, que vai da Avenida Paulista até o Mar da China Meridional, do Mato Grosso à Ilha Kitadaitojima, de Hong Kong ao resto do mundo, culminando num final explosivo. O lançamento contará com financiamento coletivo, que começa nesta sexta-feira (30), e pode ser acessado na plataforma da editora Super Prumo.

A pandemia mudou o cenário do mundo inteiro e levantou suspeitas, dúvidas, paixões e ódios em meio a um contexto de biopolitica cada vez mais distópico. Os temas de velhas teorias conspiratórias nunca pareceram tão reais, com poderosos interesses em ação perseguindo e prendendo cidadãos comuns. Este é o ambiente perfeito para a atuação de um herói e é isso o que Luciano Cunha vem preparando para os leitores de quadrinhos.

Anúncio:

O Doutrinador já é um sucesso brasileiro internacional que começou nos quadrinhos e já passou pelo cinema e TV. Em um momento de profunda crise, quando os EUA vivem uma queda vertiginosa no interesse do público, devido uma apropriação ideológica nunca antes vista, os heróis clássicos estão sendo chamados de volta. Luciano Cunha não hesita em lembrar da frase do cartaz original de Indiana jones: “As grandes aventuras voltaram”.

Vírus Vermelho é uma história que começa pequena, com um assassinato na véspera do Natal de 2019, mas que na verdade nascia num pequeno ato de clemência na planície de Guanzhong, em 1962. A história trará ainda a introdução de um novo personagem do universo do Doutrinador.

A nova aventura nasce de duas prioridades na trajetória do personagem. Primeiro, lançar material inédito, já que desde 2017 o autor Luciano Cunha esteve envolvido com os projetos audiovisuais do personagem (filme e série) e não conseguiu escrever e desenhar novas aventuras.

A segunda prioridade é internacionalizar a marca: depois de ter sido lançado em vários países, era fundamental que o Doutrinador vivesse uma trama global de corrupção. A surreal geopolítica mundial desencadeada pela pandemia foi um prato cheio para que o autor, amante de teorias da conspiração como fonte de inspiração, criasse Vírus Vermelho. É quase uma história de 007 com o tempero brasileiríssimo acrescentado pelo parceiro de escrita Sergio Martorelli.

Assim, o lançamento de Doutrinador nos EUA e Europa através dos parceiros da Arkhaven Comics pode seguir sem problemas. O personagem Destro, também de autoria de Luciano Cunha, já estreou com sucesso pelo selo americano com o nome The Hammer of Freedom e já é o mais vendido da plataforma. O Doutrinador será lançado em maio sob a alcunha The Awakener.

Vírus Vermelho terá uma campanha de financiamento coletivo que se inicia sexta, dia 30 de abril. A Super Prumo criou uma plataforma própria de incentivos para fugir do cerceamento criativo imposto por outros sites de crowdfunding brasileiros. Assim, o fã e leitor do Doutrinador poderá escolher como apoiar a nova aventura, decidindo entre as várias premiações especiais da campanha – que vão desde da simples inclusão do nome do apoiador nos créditos da obra até a aquisição de uma máscara oficial, réplica do filme.