Anúncio:

Desde o começo da crise sanitária causada pelo vírus chinês, a politização de um problema médico tem levado a resultados catastróficos. A concretização do mantra entoado por alas ideológicas de que "a economia a gente vê depois" já se mostrou um completo desastre.

Fechamento do comércio, toques de recolher, isolamento, lockdown e outras medidas arbitrárias impostas por governadores e prefeitos causaram mais problemas à população do que o próprio vírus. Suicídios, comorbidades, depressão, violência doméstica, escassez de atendimento médico para outras doenças e fome são alguns desses males.

Anúncio:

A grande imprensa noticia os números [questionáveis] de mortos pela doença e até os utiliza como pano de fundo para uma narrativa que nega a eficácia do tratamento preventivo, mas não dá a mesma importância aos graves problemas causados por medidas ditatoriais.

Ainda em 2020, o chefe do es...

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: