Pai é preso após usar “pronomes errados” à filha transgênero

1
Foto: Daily Wire
Anúncio:

Um pai canadense foi preso neste mês após se dirigir a sua filha – biologicamente feminina, mas que se identifica como “menino” – usando pronomes femininos e simplesmente chamando-a de “filha”.

Robert Hoogland foi proibido pela corte canadense de discutir o caso em público, depois que a justiça permitiu que sua filha de 14 anos mudasse de gênero e passasse, doravante, a ser identificada com os pronomes e substantivos masculinos.

Anúncio:

Segundo informou o Christian Headlines, Hoogland é separado e a ex-mulher concordou com a “transição de gênero” da criança.

“O tribunal também ordenou que ele chame a criança de ‘filho’ e use apenas os pronomes preferidos da criança, ‘ele’. Hoogland, porém, se recusou a obedecer ao tribunal. Ele até montou um site de arrecadação de fundos detalhando informações sobre o caso, desafiando a ordem judicial”, escreveu o Christian Headlines.

Robert Hoogland desabafara antes da prisão:

“Aqui estou eu, sentado lá como pai, vendo uma criança perfeitamente saudável ser destruída, e não há nada que eu possa fazer a não ser sentar de acordo com [o tribunal]. Eu só posso aceitar, ou serei jogado na prisão.”

De acordo com o site canadense The Post Millennial, Hoogland foi preso na última terça-feira, sob a acusação de que acabou falando do caso em público e usou o pronome “ela” ao se referir à filha.

O pai não se arrependeu de ter tratado a filha como do gênero feminino e indicou que não deixará de lutar por ela:

“Que tipo de pai eu seria se, dentro de 10 anos, ela estivesse se destruindo e me perguntasse: ‘por que você não fez nada para impedir isso? Nenhum de vocês arriscou o pescoço por mim naquela época.’”