Anúncio:

O bispo da Diocese de Barretos (SP), Dom Milton Kenan Júnior, emitiu uma nota expressando a "insatisfação" do clero em relação às restrições impostas pelo governador de São Paulo, João Dória, a partir do dia 15 de março. Entre outras medidas, o decreto considera a Santa Missa como um "serviço não essencial". Em reação ao decreto, o bispo disse que "nada substitui a participação dos fiéis à Eucaristia", mas finalizou o comunicado afirmando que "diante das disposições governamentais, nós adotaremos as medidas implantadas, na esperança de que no mais breve tempo possível elas sejam revogadas".

No dia 2 de março, o governador havia acrescentado as atividades religiosas à lista daquelas consideradas essenciais, mas voltou a classificá-las como não essenciais no dia 11 de março.

Anúncio:

"Até este momento, não há nenhum indício de que nossas igrejas, tendo adotadas as medidas de segurança,...

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: