Anúncio:

Em escolha inusitada, o jornal Gazeta do Povo, do Paraná, utilizou a foto de um sepultamento para ilustrar a chegada de 36 pacientes vindos de Manaus para um hospital da cidade de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba (PR). O jornal acabou trocando a foto pela imagem do Hospital do Rocio, de Campo Largo, mas usuários das redes sociais já haviam notado a estranha relação entre foto e manchete.

Com a fúnebre ilustração como chamariz, a manchete do jornal diz: “Paraná recebe neste domingo 36 pacientes de Manaus para tratamento de Covid-19“. A redação do jornal, porém, achou conveniente trocar a foto utilizada e exposta nas redes sociais por outra, o que não eliminou os rastros do mau gosto e da falta de sensibilidade com as vítimas da doença, especialmente dos familiares de pacientes transferidos de Manaus.

Anúncio:

A imagem é a primeira coisa que os leitores veem, tanto nas página do jornal quanto nas postagens de redes sociais, o que chamou a atenção de alguns leitores. Associada à chegada dos 36 pacientes à cidade, a cena do enterro remete a uma verdadeira sentença de morte aos pacientes que desembarcam em Campo Largo em busca de tratamento para a doença.

Em meio ao colapso do sistema de saúde de Manaus, pacientes estão sendo enviados a outras capitais, o que vem sendo motivo de críticas, já que há indícios de uma nova mutação do novo coronavírus vinda do Amazonas. O envio de pacientes a outros estados poderá colaborar para a disseminação da nova cepa do coronavírus. .