Anúncio:

O modo como o mundo se comportou a partir das notícias sobre a pandemia e a forma como o mundo rapidamente foi reorganizado segundo interesses de grandes bilionários e entidades globais como a OMS, vem alimentando rumores sobre o que mais a elite global seria capaz de fazer com todo o poder midiático e tecnológico que tem nas mãos. A tese da falsa invasão extraterrestres ganhou força em 2020, principalmente após o alerta de um famoso ufólogo.

Assim como a narração radiofônica da suposta invasão marciana que, em 1938, causou o caos a várias cidades da Costa Leste americana, o crescente sensacionalismo da mídia em torno de emergências globais, como mudanças climáticas e, agora, a pandemia de Covid-19, podem estar concorrendo para o reaparecimento dos rumores sobre os planos de uma simulação de invasão extraterrestre pela mídia global.

Anúncio:

Em 1938, Orson Wells narrou um episódio do romance ficcional em que o mundo era invadido por marcianos. A notícia levou o caos a várias cidades e interrompeu o trânsito por horas, já que a população buscou refugiar-se e fugir da cidade. Era apenas um trecho do livro Guerra dos Mundos, de autoria de H. G. Wells, coincidentemente o autor do termo Nova Ordem Mundial. As coincidências alimentam teorias e atiçam a imaginação.

Muitos teóricos da comunicação afirmam que o evento de 1938 foi na verdade um experimento para medir o poder da mídia. Se isso é verdade, a pandemia de 2020 teria sido o último grande teste. E adivinhem: não passamos no teste.

Essas teorias ganharam um novo fôlego de verossimilhança após o alerta de um importante ufólogo sobre a possibilidade do uso de tecnologias que há décadas estariam em testes. A tese da falsa invasão é encontrada também no polêmico documento Iron Montain Report, que por décadas teve a autenticidade questionada.

Em junho de 2020, o ufólogo Steven Macon Greer, fundador do Centro para o Estudo de Inteligência Extraterrestre, publicou um vídeo no qual alerta para os objetivos da elite mundial representado no projeto Blue Beam, projeto da Nasa que envolveria o bilionário da Tesla, Elon Musk.

Alguns dizem que o projeto visaria estabelecer a nova ordem mundial através de projeções holográficas de grandes proporções, simulando aparições de Deus ou de extraterrestres. Essa última hipótese encontra eco em alguns teóricos segundo os quais a falsa invasão alien seria a próxima emergência global a ser noticiada. Segundo eles, essa nova “pandemia” teria a capacidade de realizar os principais objetivos dos intelectuais que pensaram a ideia da Nova Ordem, como o próprio autor de Guerra dos Mundos, H. G. Wells, que também é o inventor do termo nova ordem mundial.

De fato, nunca o jornalismo esteve tão unido em torno dos mesmos objetivos, um ambiente perfeito para a colaboração em uma operação destas proporções. Para completar a lista de coincidências que tornam a teoria verossímil, o documento Iron Montain, supostamente escrito em 1961, mencionava entre as alternativas para a união do planeta a ameaça nuclear, ameaças de fome, ameaça climática, pandemias e… invasão extraterrestre.

O relatório, supostamente organizado por CFR – Council on Foreign Relations (Conselho das Relações Exteriores). CT – Comissão Trilateral Bilderberger, teria sido organizado por grupo especial de estudo para levantar os problemas hipotéticos da paz. Sendo sabidamente a guerra um fator de união dos países, em um hipotético futuro sem guerras, quais ameaças poderiam ter o poder de unir o planeta em uma ideia comum?

As respostas para essa pergunta deram origem às alternativas listadas no relatório. O que faz do Iron Montain polêmico é a incrível coincidência de que os itens da lista aconteceram ao longo das últimas décadas ou foram apresentados pela mídia e opinião pública (líderes mundiais) como fatos ou ameaças reais, motivadoras de profundas transformações sociais.

Da primeira vez, os aliens vieram de Marte. Mas e agora? De onde virão? Teorias conspiratórias à parte, o fato é que nos últimos anos vem se falando cada vez mais sobre a busca humana por vida extraterrestre, ao mesmo tempo em que crescem teorias diametralmente opostas, defendendo, por exemplo, que a Terra seja plana. Qual dessas teorias parece mais verossímil nos dias de hoje?