Anúncio:

O youtuber infanto-juvenil e guru do ministro do STF, Roberto Barroso, defendeu a prisão imediata do filósofo Olavo de Carvalho por ter feito uma análise que o adolescente considerou perigosa. Olavo havia alertado para o fato comprovado de que bilionários que controlam a mídia e as instituições promovem a perseguição aberta contra a liberdade de expressão, o que o guru juvenil do STF acha necessário para o que ele chama de “fascistas”, ou seja, quem defende liberdade de expressão. Nas redes sociais, Olavo explica que Felipe confunde democracia com o império dos bilionários, o que esclarece o seu desejo de prender quem ele vê como adversário.

Olavo vem cobrando de Bolsonaro uma reação contra a perseguição e o controle da opinião pública promovido pelos bilionários.

Anúncio:

O filósofo tem criticado o presidente por seu silêncio em relação às perseguições contra jornalistas independentes nas redes sociais. Em 2020, a apoiadora Sara Winter foi presa, o jornalista Allan dos Santos precisou fugir do país e Oswaldo Eustáquio foi preso pelo Supremo ainda sem acusações formais.

Felipe Neto, que é próximo de ministros do Supremo, nega que esteja perseguindo ou pedindo censura, mas defende a prisão do filósofo por causa das análises políticas que faz nas redes sociais. Recentemente, o adolescente foi criticado por ter sido visto em jogo de futebol enquanto, em seu canal, pede que as pessoas não saiam de casa e não se aglomerem devido a pandemia. Ele também responde processo por vídeos impróprios a menores em seu canal do Youtube, que tem público especialmente infanto-juvenil.

Enquanto isso, milhares de perfis de conservadores estão sendo censurados. O presidente Donald Trump teve sua conta no twitter suspensa por tempo indeterminado. Mas o mentor intelectual de Luiz Roberto Barroso defende a prisão de todos. Em outro tuíte, Neto defendeu que os jornalistas brasileiros que se exilarem nos EUA sejam presos pelo governo de Joe Biden.

Livre expressão virou “ameaça à democracia”

Olavo de Carvalho explica que quando bilionários enriquecidos com o capitalismo ambicionam o poder total sobre os rumos do mundo, a própria democracia capitalista se torna uma ameaça aos seus impérios. A situação se inverteu e hoje o proletariado foi abandonado pela esquerda, que literalmente se vendeu aos donos do dinheiro, que financiam movimentos de subversão de valores e de liberdades com o fim de submeter nações e instituições a seus interesses. A campanha contra a liberdade de opinião tem sido montada especialmente com a ajuda de celebridades como Felipe Neto, cujas “análises políticas” (prisão de fascistas, já!) são vistas como essenciais até para ministros do Supremo Tribunal Federal.