Em 1976, medo levou a vacinação que matou mais que surto nos EUA

0
Anúncio:

Por conta de informações de especialistas em saúde pública, em 1976, o governo dos Estados Unidos concluiu que estava diante do risco de uma pandemia de grupe suína, o H1N1, com poder de matar milhões de americanos. A pressa em resolver a situação levou a uma campanha de vacinação que acabou matando 25 pessoas e deixando 500 outros doentes. Mais tarde, descobriu-se que entre as vítimas suspeitas de gripe suína, só uma havia de fato morrido da gripe.

Diante da emergência sanitária, declarou o presidente Gerald Ford:

Anúncio:

“Fui aconselhado de que há uma possibilidade muito real de que, a menos que tomemos medidas contrárias efetivas, poderá haver uma epidemia desta perigosa doença no próximo outono e inverno aqui nos Estados Unidos. Deixe-me declarar claramente neste momento: Ninguém sabe exatamente quão séria esta ameaça pode ser. Ainda assim, não podemos apostar com a saúde de nossa na...

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: