Homem morre após teste de vacina. Dória gastou meio milhão em doses

5
Anúncio:

Os testes da vacina chinesa da CoronaVac foram suspensos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nesta segunda-feira (9), após a morte de um voluntário de 33 anos e saudável. O Instituto Butantan, que realizava os testes, negou que a morte tenha relação com os testes, mas as causas da morte ainda estão sendo investigadas pelo Instituto Médico Legal (IML).

Atualização: laudo do IML descartou que a morte tenha relação com a vacina. Laudo apontou suicídio.

Anúncio:

Um dia antes, o governador de São Paulo, João Dória, havia anunciado a aplicação do primeiro lote de 120 mil doses, que são parte de um acordo firmado pelo governador com o governo chinês, em 2019. O carregamento seria suficiente para fabricar 1,2 milhão de vacinas e a aquisição das 46 milhões de vacinas custou US$ 90 milhões (cerca de R$ 479 milhões), segundo matéria do UOL publicada nesta segunda-feira.

"Com a ...

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: