Diretor Spike Lee acusa Trump de “racista” e diz que poderá haver uma guerra civil “pós-eleição”

1
Spike Lee (REUTERS/Mario Anzuoni)
Anúncio:

O diretor de cinema Spike Lee contou recentemente à revista Variety o que pensa sobre o resultado da eleição presidencial americana, que acontecerá no próximo dia 3 de novembro.

“E também, 3 de novembro, quem sabe como o mundo será”, declarou Lee. “E eles podem não ser capazes de declarar um vencedor. Isto causaria uma guerra civil.”

Anúncio:

Spike Lee é um dos mais vorazes críticos do presidente Donald Trump em Hollywood. O diretor de 63 anos clamou aos eleitores americanos para que votem porque este “filho da *** não vai embora e dirá que a votação foi inválida ou fraudada. Trump está fazendo isso já. Ele está lançando as bases para dizer que a eleição é falsa.”

O consagrado diretor também acusou o presidente de “racista”, afirmando que o slogan de campanha – Make America Great Again – significa voltar ao tempo da escravatura.