Região alemã proíbe biquínis pequenos para não ofender população muçulmana em piscinas públicas

4
WochenBlick
Anúncio:

Na região da Renânia, na Alemanha, pessoas agora podem ser punidas se violarem o código de vestimenta em locais como piscinas públicas, termas etc.

Conforme informou a revista Focus, mulheres que usam biquínis muito curtos ou vestimentas justas estão sujeitas à punição, porque “devem” respeito às culturas estrangeiras.

Anúncio:

Em Duisburg, de acordo com o jornal Junge Freiheit, 43,3 por cento dos residentes são migrantes, no distrito de Hamborn, onde estão localizados os banhos termais, a proporção chega a 57,4 por cento. O distrito é um reduto das estruturas de clãs de grandes famílias árabes, e muitos outros migrantes são de ascendência turca, escreveu o periódico WochenBlick.

Ainda segundo o Blick, há placas em frente a banhos termais que dizem:

“No interesse de todos os convidados presentes, assinalamos expressamente que não são permitidos trajes de banho inadequados (tanga, biquíni brasileiro, etc.) nos nossos banhos termais. Essas roupas de banho, segundo a porta-voz dos banhos termais, não pertencem a um centro de bem-estar e saúde… A liberdade de vestimenta nem sempre é tolerada por todos os grupos de visitantes.”