Comitê alemão acusa OMS de crimes contra a humanidade por fraude da pandemia

2
Anúncio:

O advogado alemão Reiner Fuellmich denuncia o governo da Alemanha, a Organização Mundial da Saúde e diversas entidades sanitárias mundiais por crimes contra a humanidade, de acordo com tipificação do Código Penal Internacional, pelo que ele chama de "Escândalo corona". Ele representa o German Corona Investigation Comitee, grupo de médicos e advogados independentes que questiona a existência de uma pandemia de coronavírus, levantando a suspeita de tratar-se de uma "pandemia de testes PCR".

O teste não consegue distinguir matéria inativa e reprodutiva. Isso significa que um resultado positivo pode ocorrer porque o teste detecta, por exemplo, um pedaço de entulho, um fragmento de uma molécula, que pode sinalizar nada mais que que o sistema imunológico da pessoa testada venceu a batalha contra um resfriado comum no passado.

Anúncio:

Fuellmich lembra que a OMS mudou a definição de pandemia pouc...

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: