Suécia: jovem é advertido para tirar o crucifixo do pescoço se quisesse sair em foto da escola

6
Freepik
Anúncio:

Um adolescente de 15 anos foi advertido para que tirasse o crucifixo do pescoço antes de uma foto do grupo da escola. A fotógrafa fez tal sugestão porque o adereço era, segundo ela, considerado um “insulto”. O caso foi contado jornal sueco NB Nyhetsbyran.

“Eu estava vestindo um suéter vermelho vinho com gola, a cruz com Jesus estava pendurada, eu estava usando uma corrente bastante longa”, afirmou o adolescente ao jornal.

Anúncio:

O garoto explicou que ficou embaraçado com a situação:

“… Fiquei um pouco chocado. Eu nunca tinha experimentado isso antes. Então tirei minha cruz e coloquei no bolso. Não me senti bem.” E ainda achou contraditório que alunas muçulmanas que vestem o véu ao redor da cabeça não são compelidas a tirá-lo nesses casos: “eu sei que aqueles que têm o véu não precisam tirá-lo. Claro, eu não desejei que isso acontecesse. Mas se eu fui forçado a tirar minha cruz, o mesmo deveria se aplicar a outros símbolos religiosos.”

O pai do menino condenou a omissão do diretor da escola e disse que “isso pode parecer um assunto pequeno. Mas no final tudo se resume a que tipo de sociedade queremos e quanto vale nossa liberdade religiosa. Aí um incidente como esse se torna sério e uma questão de princípio.”