Conta da ONU no Twitter diz que homem interromper mulher no debate é “patriarcal” e “machista”

1
Secretário Geral da ONU, Antonio Guterres (CRISTINA QUICLER/via Getty)
Anúncio:

O órgão U.N. Women, dedicado a questões femininas e vinculado à Organização das Nações Unidas – ONU, publicou recentemente a definição de uma nova palavra da língua inglesa que tem sido usada por ativistas progressistas: manterruption – quando o homem interrompe a mulher em uma discussão ou debate.

A publicação veio logo após o debate entre o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, e a candidata a vice, Kamala Harris, na semana passada. O republicano Mike Pence foi acusado pela esquerda de “manterruption”, pois por diversas vezes confrontou a democrata Kamala Harris, que se defendia com “senhor vice-presidente, por favor, estou falando…”

Anúncio:

“Vamos interromper o preconceito de gênero em vez das mulheres que estão falando”, publicou o perfil oficial da U.N. Women no Twitter. “Todos nós podemos ajudar a interromper o ciclo de interrupção masculina, reconhecendo-o, evocando-o e interrompendo um interruptor em seu caminho.”

A ONU então deu a definição de “manterruption” (interrupção masculina):

“A interrupção desnecessária de uma mulher por um homem”; e “um ato patriarcal que está ligado ao senso de direito epistêmico de um homem que torna muito natural interromper os outros e segurar a palavra por mais tempo do que o apropriado.”

No início do mês passado, o perfil oficial da Organização das Nações Unidas – ONU afirmou que a pandemia de coronavírus (COVID-19) deixou em evidência séculos de dominação do “patriarcado” e que este mundo onde homens dominaram por séculos é a raiz de todos os problemas modernos.

Confira: