Ives Gandra Filho, o nome que inimigos de Bolsonaro não querem de jeito nenhum no STF

16
Anúncio:

Sem dúvida, o jurista que agrega currículo de peso e maior segurança sobre seus posicionamentos em defesa da família, vida e da democracia, é Ives Gandra Filho.

O nome dele já é aposta para vagas no STF há anos. Mas somente agora, com um presidente conservador, torna-se uma realidade mais próxima.

Anúncio:

A descrição que ele recebe da Revista Veja mostra claramente como seria o pânico dos inimigos de Bolsonaro com sua nomeação, diz a Veja: Ligado à Opus Dei, o ministro do TST é extremamente conservador – até mais do que um “terrivelmente evangélico” -, doa 70% do salário de magistrado para a instituição e vive em um quartinho cedido pela Igreja Católica.

A Veja ainda reconhece em matéria que a envergadura intelectual e experiência de Gandra Filho é um de seus pontos fortes. Além disso, tem trânsito na área militar, por ter sido professor na Escola Superior de Guerra.

Embora existam outros nomes alegadamente conservadores, Ives Gandra Filho traz certas garantias de adesão às pautas que elegeram Jair Bolsonaro. Ao mesmo tempo, o jurista tem currículo e envergadura para ser a voz destoante no meio dos demais ministros do STF de extrema esquerda.