Para atacar cristãos, jornais falsificam fala de Bolsonaro sobre cristofobia

0
Anúncio:

Diversos jornais brasileiros destacaram a fala de Bolsonaro sobre o combate à cristofobia acusando-o de mentir. Em tom de checagem de fatos, as matérias transferem o contexto da fala, feita à ONU, como se o presidente estivesse falando do Brasil. Assim, argumentam que as religiões afro-brasileiras são, na verdade, as mais perseguidas e que Bolsonaro teria mentido.

Uma matéria, escrita por Leandro Machado, da BBC, diz que “país é laico e secular” e que “ninguém morre por ser cristão no Brasil”, argumentando que o país não está entre os 50 países que mais persegue cristãos no mundo, o que não justificaria, na sua opinião, abordar o tema.

Anúncio:

“A chamada cristofobia também tem sido usada para se referir a episódios de preconceito e discriminação contra evangélicos, embora não exista no país um sistema estruturado de perseguição violenta contra esse setor religioso”, disse o jornalista.

A matéria não mencionou que em 2019 a peça “Última tentação de Cristo”, do Porta dos Fundos obteve defesa generalizada por parte da imprensa e foi considerada liberdade de expressão pelo ministro do Supremo, Dias Toffoli.