Pais fazem festa de “transição de gênero” à filha adolescente e agora a tratam como “menino”

2
(Unsplash/Jasmin Sessler)
Anúncio:

Em uma longa postagem no Facebook, a americana Love Gwaltney disse que ela e seu marido “se enganaram há 17 anos”, quando anunciaram que iam ter uma menina, revelando que sua filha, que é biologicamente do sexo feminino, é na verdade “um menino” de agora em diante, informou o Charisma News.

A filha adolescente de Gwaltney, McKenzie, agora se identifica como homem e atende pelo nome de “Gray Schoolcraft”.

Anúncio:

“Ele é muito parecido com qualquer outro garoto nerd de 17 anos: fica acordado até tarde jogando, odeia tomar banho e come muito junk food”, escreveu Gwaltney. “Estaremos nos referindo a Gray com pronomes de ele / ela daqui em diante, mas ele nos disse para dizer que ele também não se importa se você usá-los.”

Gwaltney, que estava grávida de outro filho à época do anúncio, organizou uma festa de “transição de gênero” a Mckenzie e explicou como foi o evento:

“As cores dos balões que escolhemos para Gray combinam com a bandeira do orgulho gay não binária, e as camadas do bolo são aquelas que representam corpos transgêneros, para aqueles que estão se perguntando. Não, não vamos comprar um caminhão para ele. Sim, compraremos roupas novas para ele. Além disso, todos vocês que vieram a este post na esperança de descobrir se este novo bebê é uma menina ou um menino, desculpe (não desculpe) desapontá-los.”

Mckenzie (agora Gray) também contou orgulhosa sobre a festa:

“Eu queria a bandeira transgênero ali, porque ainda sinto que ir de tudo o que você é originalmente para o não-binário também é uma transição e não precisa ser apenas a transição de mulher para homem.”