Obama culpa as “mudanças climáticas” pela onda de incêndios na Califórnia

1
Barack Obama. (Sean Gallup/Getty Images)
Anúncio:

Na última quarta-feira o ex-presidente americano Barack Obama usou seu twitter para comentar os incêndios que castigam a costa oeste dos Estados Unidos há algumas semanas.

“Os incêndios em toda a costa oeste são apenas os exemplos mais recentes de como a mudança do clima está mudando nossas comunidades. Proteger nosso planeta está na votação. Vote como se sua vida dependesse disso – porque depende”, escreveu Obama, aproveitando a ocasião para incitar indiretamente os eleitores a votar contra Donald Trump nas eleições de novembro.

Anúncio:

Logo no início da pandemia de coronavírus (COVID-19), Obama maximizou a gravidade das “mudanças climáticas” em comparação com o vírus chinês.

“Todos nós tivemos que nos adaptar para lidar com uma pandemia”escreveu o ex-presidente democrata em abril, quando o coronavírus já roubava os holofotes da agenda climática em todo o mundo. “As mudanças climáticas forçarão mudanças muito mais duras em nossos filhos.”

“As mudanças climáticas serão muito mais difíceis que o coronavírus”, adverte Barack Obama

Na mesma época, comemorando o “dia da terra”, a ativista Greta Thunberg também comparou o vírus ao “problema climático”:

“Hoje é o Dia da Terra e isso nos lembra que o clima e a emergência ambiental ainda estão em andamento e precisamos enfrentar a pandemia de coronavírus… ao mesmo tempo em que enfrentamos a emergência climática e ambiental, porque precisamos enfrentar duas crises ao mesmo tempo.”

 Os ativistas da causa climática acusam regularmente o atual presidente Donald Trump de fazer vistas grossas à agenda deles. Trump é taxado de “negacionista” e “anticiência” por não se dobrar à narrativa dos ecologistas.