New York Times lamenta o sucesso de mídias conservadoras no Facebook

O jornal americano New York Times, com visão predominantemente de esquerda, observa que as postagens do site conservador Breitbart News foram compartilhadas 4 milhões de vezes nos últimos 30 dias, “quase três vezes mais do que as postagens das páginas oficiais de cada membro democrata do Senado dos EUA juntos.”

2
Alex Wong/Getty Images
Anúncio:

No editorial E se o Facebook for a verdadeira maioria silenciosa?, o New York Times tenta entender o volumoso número de interações que as mídias e comentaristas conservadores proporcionam ao Facebook.

“O comentarista conservador Ben Shapiro obteve um total de 56 milhões de interações em sua página do Facebook nos últimos 30 dias. Isso é mais do que as páginas principais da ABC News, NBC News, The New York Times, The Washington Post e NPR combinadas. (Dados de uma empresa diferente, NewsWhip, mostraram que a agência de notícias de Shapiro, The Daily Wire, foi o site n.º 1 no Facebook em julho)”, escreve o Times. E notou ainda o desempenho de um site conservador muito famoso na américa, o Breitbart:

Anúncio:

“As postagens no Facebook de Breitbart, o meio de comunicação de extrema direita, foram compartilhadas quatro milhões de vezes nos últimos 30 dias, quase três vezes mais que as postagens das páginas oficiais de todos os membros democratas do Senado dos EUA juntos.”

O jornalista Kevin Roose, que assina o artigo, reconhece que a “máquina conservadora” nas redes sociais dos Estados Unidos, principalmente no Facebook, pode ser o fator determinante na vitória de Trump na eleição de novembro.

“Ouça, liberais [nos Estados Unidos, liberal significa esquerdista]”, escreve Kevin. “Se você acha que Donald Trump não pode ser reeleito em novembro, precisa passar mais tempo no Facebook… Não é nenhum segredo que, apesar das alegações de Trump sobre a censura do Vale do Silício, o Facebook tem sido uma bênção para ele e seus aliados…”