Sleeping Giants se vitimiza e diz que é vítima de perseguição

1
Anúncio:

Um dia após a decisão da juíza do Tribuna de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) que obriga o Twitter a revelar quem está por trás do perfil Sleeping Giants Brasil, os administradores adotaram um discurso vitimista.

Por meio do Twitter, o perfil diz que o parecer da Justiça pode resultar em “riscos de perseguição física ou virtual”. Além disso, o perfil se coloca como defensor de “uma internet livre de ódio e de notícias falsas.”

Anúncio:

Eles ainda afirmam que atuam para conter o discurso de ódio e/ou conteúdo falso e afirmam não ter lado político, mesmo que só denunciem veículos digitais alinhados com um editorial conservador. Em nenhuma publicação há pressão dos administradores para que as empresas cessem as propagandas na Folha de S. Paulo, onde um colunista torceu pela morte do presidente Jair Bolsonaro e onde notícias falsas e manipuladas são propagadas. Da mesma forma, sites como DC...

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: