Washington Post noticia a morte do irmão de Trump tratando-o de forma pior do que o líder do ISIS

0
Abu Bakr al-Baghdadi e Robert Trump (Desiree Navarro/Getty Images)
Anúncio:

Para noticiar a morte do irmão mais novo de Donald Trump, o jornal The Washington Post publicou uma máteria em cujo título se lia: Robert Trump, irmão mais novo do presidente Trump, que entrou com uma ação contra a sobrinha, morre aos 71.

Robert Trump morreu ontem (15) em um hospital de Nova Iorque, por causa ainda não revelada. Ele tinha proposto uma ação contra a sobrinha Mary Trump, visando barrar a publicação de um livro em que ela conta os aspectos privados da vida de Donald Trump.

Anúncio:

A forma como o Washington Post colocou a notícia, sublinhando nas entrelinhas os aspectos negativos da família Trump, causou furor nas redes sociais e logo resgatou uma notícia antiga do Post, que informava sobre a morte do líder do ISIS, Abu Bakr al-Baghdadi.

No título em que noticiou a morte de Abu Bakr al-Baghdadi, no ano passado, o Washington Post escreveu (lado direito da montagem comparativa acima): “Abu Bakr al-Baghdadi, austero estudioso religioso no comando do Estado Islâmico, morre aos 48 anos.”

O senador republicano Ted Cruz criticou a maneira tendenciosa do jornal:

“Este título, em um “obituário” é nada menos que doentio. WaPo deveria ter vergonha de si mesmo. Robert Trump, RIP.”

O Washington Post pareceu tomar nota da chuva de críticas que vinha recebendo e mudou o título do obituário:

A nova manchete diz simplesmente: “Robert Trump, irmão mais novo do presidente Trump, morre aos 71 anos” (canto inferior direito da comparação acima).