Mulher tem a causa da morte registrada como COVID, mas família diz que ela nunca fez o teste

0
Joan Hill (Foto: James A. Dyal Funeral Home)
Anúncio:

A certidão de óbito de uma mulher de 79 anos no estado americano da Carolina do Sul registrou que a causa da morte foi por coronavírus (COVID-19), mas a família da falecida contesta tal afirmação.

Joan Hill morreu em 31 de julho numa clínica especializada em cuidados paliativos, em Richland County. A paciente sofria de demência em estado avançado. Kimberly Klosterman, neta de Hill, disse que a família recebeu o atestado de óbito de Hill uma semana depois; o documento listava a doença de Alzheimer e complicações de COVID-19 como a causa da morte, informou o New York Post.

Anúncio:

“Isso estava errado”, disse Klosterman. Ela nunca havia sido testada antes ou depois da morte, então eu não tinha certeza de como isso poderia estar listado em seu atestado de óbito.”

Klosterman também afirmou que a avó não apresentava sintomas típicos do coronavírus. “Ela estava respirando bem. A função pulmonar dela estava boa até o final, então não houve nenhum sintoma de COVID.”

Gary Watts, o legista que respondeu à morte de Hill, disse que o coronavírus nunca foi mencionado em sua clínica no caso dela.

“Quando recebemos a ligação originalmente, era um paciente com Alzheimer – nada foi mencionado sobre o COVID-19 naquela época ”, disse ele. E acrescentou:

“É certamente algo que precisa ser respondido quanto ao porquê disso ter acontecido, e quem tomou essa decisão, e por que essa decisão foi tomada se não havia indicação no momento da morte.”

O médico responsável pela assinatura do atestado de óbito na clínica de cuidados paliativos não quis comentar o caso.

No final do mês passado, um indíviduo que foi morto em um acidente de moto, no estado da Flórida, também entrou na lista das fatalidades por coronavírus.

O médico que tomou conta do caso, Dr. Raul Pino, quando foi perguntado se os dois indivíduos na faixa dos 20 anos que estavam listados como mortes por coronavírus tinham alguma doença preexistente, respondeu que o primeiro não tinha. Ele morreu em um acidente de moto.”