Bill Gates compara a pandemia com as “mudanças climáticas” e pede o mesmo senso de urgência

2
Bill Gates (Ramin Talaie/Getty Images)
Anúncio:

Bill Gates, bilionário e cofundador da Microsoft, advertiu recentemente que a crise da “mudança climática” deve ser tomada na mesma proporção que a pandemia de coronavírus.

“Se você quiser entender o tipo de dano que a mudança climática vai infligir, olhe para COVID-19 e espalhe a dor por um período de tempo muito mais longo”, escreveu Gates em seu blog. E continuou:

Anúncio:

“A perda de vidas e a miséria econômica causada por esta pandemia estão a par com o que acontecerá regularmente se não eliminarmos as emissões de carbono do mundo.”

Bill Gates predisse ainda que o número de mortes pelas “mudanças climáticas” atingirá o mesmo número da pandemia de COVID-19 daqui a quarenta anos, em 2060.

Para reverter o problema, Gates afirmou que “assim como precisamos de novos testes, tratamentos e vacinas para o novo coronavírus, precisamos de novas ferramentas para combater as mudanças climáticas: meios com zero de carbono para produzir eletricidade, fazer coisas, cultivar alimentos, manter nossos edifícios frios e aquecidos e mover pessoas e mercadorias em todo o mundo.”

Em abril, a adolescente sueca e ativista das causas climáticas Greta Thunberg também colocou o coronavírus e a “crise climática” na mesma balança.

“Precisamos enfrentar a pandemia de coronavírus… ao mesmo tempo em que enfrentamos a emergência climática e ambiental, porque precisamos enfrentar duas crises ao mesmo tempo”, afirmou Greta.