Trump chama Antifa de “terroristas” e diz que eles (não a polícia) estão causando problemas

1
Foto: Alex Brandon
Anúncio:

O presidente americano Donald Trump disse, em uma entrevista que foi ao ar na segunda-feira, que o grupo conhecido como Antifa (sigla para “antifascistas”) deve ser investigado pela onda de badernas, depredação e violêcia em cidades como Portland, que tem sofrido com essas organizações de extrema-esquerda há meses.

“Eu acho que Antifa deveria ser investigada – não os agentes da lei”, afirmou o presidente. “São os Antifas e anarquistas que estão causando os problemas – não os agentes da lei. Veja o que eles fizeram com o tribunal federal. Veja o que eles fizeram nas ruas”, completou Trump aludindo ao rastro de destruição deixado pelos baderneiros.

Anúncio:

Depois que a violência saiu de controle em metrópoles controladas pelo Partido Democrata, Donald Trump começou a enviar agentes federais para ajudar no trabalho da polícia local. Foi, também, criticado ao se revelar que os agentes não se trajavam ostensivamente como policiais, mas atuavam à paisana.

Trump justificou que as autoridades federais estão “à paisana” por causa desses “terroristas, essas pessoas da Antifa”.

“Quando eles vêem o nome em um uniforme de uma pessoa, descobrem onde ela mora e depois vão e assustam a família dela”, disse o presidente.

Em maio deste ano, Donald Trump disse que o governo americano trataria a Antifa como um grupo terrorista.

“Os Estados Unidos da América designarão a ANTIFA como uma organização terrorista”, escreveu Trump em seu Twitter.