“Primeiro omitem, depois difamam”, diz António Abreu sobre estratégia de jornais

"E depois disso, se não conseguirem controlar atacam mesmo pela via judicial para impedir a atividade", disse Abreu em conversa com editor de Estudos Nacionais nesta quarta-feira (22)

3
Anúncio:

O jornalista, diretor do site português Notícias Viriato, António Abreu, em conversa ao vivo nesta quarta-feira (22), falou sobre o modo de ação dos grandes jornais e das dificuldades de trabalho para sites independentes em Portugal e no mundo. Sua descrição do processo persecutório promovido pelos jornais mostra incrível semelhança com o cenário midiático brasileiro.

“Primeiro omitem, depois difamam. E depois disso, se não conseguirem controlar atacam mesmo pela via judicial para impedir a atividade”, disse Abreu, cujo site teve que ir à justiça para obrigar dois grandes jornais e uma TV do país a publicarem seu direito de resposta, após deflagrarem campanha difamatória contra o site.

Anúncio:

O jovem jornalista, que enfrenta perseguição até mesmo oficial ao pleitear a carteira profissional na entidade responsável, já foi motivo de grandes humilhações para o jornalismo tradicional do país, essencialmente de esquerda. Recentemente, o Notícias Viriato foi o único a reportar a briga judicial travada por um pai de família contra o estado português, que reprovou seus filhos por não terem cursado uma disciplina cujo conteúdo contrastava com as crenças da família. O caso irá parar no Parlamento Europeu, o que representa um importante debate sobre o poder da família na educação de seus filhos.

Conheça o site Notícias Viriato.

Assista toda a conversa com o jornalista no vídeo abaixo: