Associated Press agora vai usar “branco” (in. minúscula) e “Negro” (in. maiúscula) contra o racismo

5
Joel Pollak / Breitbart News
Anúncio:

A tradicionalíssima agência de notícias Associated Press (AP) anunciou na última segunda (20) que passará a escrever, em seus textos, quando se referir à cor da pele das pessoas, “branco” (in. minúscula) e “Negro” (in. maiúscula), como forma de contornar as desigualdades raciais “sistêmicas”. A agência argumentou que a palavra Negro em letra maiúscula contribuirá para atenuar as discriminações das pessoas negras:

“Havia um desejo e uma razão claros para colocar ‘Black’ (Negro) com a inicial maiúscula. O mais notável é que as pessoas negras têm fortes semelhanças históricas e culturais, mesmo que sejam de diferentes partes do mundo e mesmo que agora morem em diferentes partes do mundo. Isso inclui a experiência compartilhada de discriminação devido exclusivamente à cor da pele. Atualmente, há menos suporte para colocar ‘branco’ com a inicial maiúscula. Os brancos geralmente não compartilham a mesma história e cultura, nem a experiência de serem discriminados por causa da cor da pele. Além disso, somos uma organização global de notícias e, em grande parte do mundo, há considerável desacordo, ambiguidade e confusão sobre quem o termo inclui. Concordamos que a cor da pele dos brancos contribui com desigualdades e injustiças sistêmicas e queremos que nosso jornalismo explore esses problemas de maneira robusta. Mas colocar a inicial do termo ‘branco’ em maiúscula, como é feito pelos supremacistas brancos, corre o risco de transmitir sutilmente legitimidade a essas crenças.”

Anúncio:

Em 2013, a agência disse que abandonaria o adjetivo “ilegal” ao se referir a “imigrantes ilegais” em seus textos.