Perseguição a jornalistas no mundo é tema de conversa com jornalista português nesta quarta

Conversa será transmitida ao vivo no canal do Youtube dos Estudos Nacionais

0
Anúncio:

O site Estudos Nacionais conversa, nesta quarta-feira (22), com o jornalista António Abreu, do site independente Notícias Viriato, sobre a perseguição sob pretextos de combate às fake news no Brasil, em Portugal e a agenda mundial de censura à internet. A conversa, entre o editor do EN, Cristian Derosa, e António Abreu, será transmitida ao vivo, às 18h (22h, em Portugal), no canal do Youtube.

A conversa será uma troca de experiências e histórias para compreender o fenômeno da perseguição e censura mantidos por grandes grupos de comunicação pelo mundo.

Anúncio:

António Abreu tem sido um dos poucos jornalistas combativos em Portugal, contra todo o sistema do jornalismo tradicional daquele país. Como era de se esperar, seus textos já foram objeto dos tradicionais fact-checking do Polígrafo, principal agência portuguesa que se propõe a checar supostas notícias falsas e contra o qual o pequeno site trava frequentes batalhas virtuais.

Mas não raro essas batalhas com grandes veículos ganham as vias judiciais.

Após ser retratado como um site de fake news pela TV portuguesa e por dois grandes jornais do país, o Notícias Viriato entrou com direito de resposta, mas sua carta foi censurada novamente. Só depois de recorrerem à justiça os veículos foram obrigados a publicar sua carta, fazendo do pequeno site independente motivo de humilhação de grandes veículos.

“O Direito de Resposta, é um direito que está garantido na Constituição Portuguesa”, explica António.

“Sempre que qualquer jornal, rádio ou televisão nos mencione de forma jocosa ou pejorativa, podemos enviar um texto de resposta que estão obrigados a publicar. Neste caso, uma televisão e dois jornais portugueses fizeram programas e artigos a difamarem e gozarem o Notícias Viriato. Nós entregámos os Direitos de Resposta, e eles ilegalmente recusaram em publicar. Fizemos queixa à Entidade Reguladora da Comunicação Social e, vários meses depois, ganhámos todos os casos, e tanto a televisão como os jornais foram obrigados a publicar, o que causou um grande embaraço na corporação jornalistica e na elite intelectual”.

Recentemente, a Comissão de Jornalistas de Portugal, negou a António Abreu a “carteira de equiparado a jornalista”, documento que garante o livre exercício da profissão no pais, motivo pelo qual Abreu abriu recurso contra a entidade.

“É um caso muito forte, sem precedentes em Portugal, onde acusamos directamente e explicitamente esta instituição do Estado de praticar censura e de me negar direitos fundamentais que estão instituidos na Constituição”, disse Abreu.

Outro tema polêmico que foi descoberto pelo Notícias Viriato, foi o caso de crianças que foram reprovados por seus pais se recusarem a deixar que assistissem uma disciplina que envolvia ideologia de gênero. O tema pode ser levado à União Europeia, graças à atuação de um eurodeputado. Embora já tenha sido noticiado por outros sites, o tema foi descoberto por Notícias Viriato.

Estes e outros assuntos serão o tema da conversa ao vivo nesta quarta-feira, no canal do Estudos Nacionais, no Youtube.