Facebook e Instagram proíbem conteúdo de terapia para pessoas que não querem mais ser homossexuais

4
Unsplash/Claudio Schwarz
Anúncio:

Christopher Doyle, conselheiro profissional e diretor executivo do Institute for Healthy Families, um psicoterapeuta que é especializado em aconselhar pessoas com atração sexual indesejada pelo mesmo sexo, denunciou uma recente proibição das mídias sociais em postagens que promovem esta “terapia de conversão”.

“Recentemente, o Instagram e seu proprietário, o Facebook, anunciaram que proibiriam conteúdos que promovessem a prática controversa da terapia de esforços de mudança de orientação sexual, ou o que os críticos chamam de terapia de conversão”, informou o The Christian Post.

Anúncio:

Christopher afirmou que:

“Enquanto a empresa afirma que está adotando essa ação para impedir a discriminação contra a comunidade LGBT, as pessoas reais que estão sofrendo são aquelas que experimentam conflitos indesejados de identidade sexual e de gênero e buscam opções de cura e terapia ética e licenciada”.

“Todos devem ter o direito de procurar ajuda para atrações indesejadas ou conflitos sexuais/de gênero sem interferência, e as empresas públicas não devem discriminar as opiniões de algumas pessoas das quais possam discordar para fins políticos.”

Tara Hopkins, diretora de políticas públicas do Instagram para Europa, Oriente Médio e África, disse à CNN que “não permitimos ataques contra pessoas com base em orientação sexual ou identidade de gênero e estamos atualizando nossas políticas para proibir a promoção de serviços de terapia de conversão.”