Ministério Público da Bolívia pede prisão de Evo Morales por terrorismo

Evo Morales está refugiado na Argentina. Ministério Público da Bolívia pediu sua extradição.

0
Antônio Cruz/Agência Brasil.
Anúncio:

O Ministério Público da Bolívia pediu na última segunda-feira (06) a extradição e prisão do ex-presidente Evo Morales por terrorismo e financiamento do terrorismo.

Essa é a 2ª vez que a Bolívia pede a prisão de Evo Morales. Em dezembro de 2019, ele foi acusado pelo governo da Bolívia de ter cometido crimes como rebelião contra o Estado, terrorismo e financiamento ao terrorismo.

Anúncio:

A acusação atual faz parte do chamado “caso áudio”, que investiga uma gravação telefônica entre Evo Morales e ao ativista Faustino Yucra, onde Morales ordena que proíba a entrada de comida nas cidades em protesto contra o Exército.

Morales está refugiado na Argentina, após renunciou à Presidência em 10 de novembro e depois foi para o México.

*Com informações do Poder 360...

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: