Thomas Sowell: “a ideologia esquerdista se desfaz como um castelo de cartas diante de fatos”

2
Thomas Sowell (Hoover Institution/via YouTube)
Anúncio:

Aparecendo num podcast ontem (30), no dia em que completou 90 anos de idade, o lendário escritor Thomas Sowell, considerado por muitos como um dos maiores intelectuais dos Estados Unidos ainda vivo, deu uma entrevista acerca dos eventos atuais.

“Grande parte da ideologia da esquerda desmorona como um castelo de cartas sob escrutínio. Acho que muitas, se não a maioria, das pessoas que estavam no movimento que criou a União Soviética provavelmente eram idealistas que queriam um mundo melhor. Eles não tinham ideia de que tipo de mundo estavam de fato criando”, disse Sowell ao apresentador Mark Levin.

Anúncio:

O autor de livros como Os Intelectuais e a Sociedade e a Visão do Ungido ainda disse que “não tem ideia” do que os proponentes da existência de um “racismo institucional” querem dizer com isso e que eles mesmos não sabem “o que isso significa”.

“No sentido de que você não pode fazer-lhes uma pergunta factual e obter uma resposta factual”, continuou Sowell. “Por exemplo, uma das coisas que me deparei ao escrever um livro anterior foi a taxa de pobreza entre negros e brancos. Se bem me lembro dos números, cerca de 22% dos negros estavam na pobreza e 11% dos brancos estavam na pobreza. Os ativistas contra o ‘racismo estrutural’ começaram a dizer ‘bem, isso mostra o racismo’.”

No entanto, o autor provou-lhes que a taxa de pobreza era de 7,5% entre os casais negros. “Em outras palavras, os casais negros não apenas têm uma taxa de pobreza mais baixa que os negros como um todo, eles têm uma taxa de pobreza mais baixa que os brancos como um todo.”

Quanto à doutrinação esquerdista no sistema educacional, Thomas Sowell disse que: “você ouve a mesma narrativa e eles não são ensinados a testar as coisas contra fatos. Eles foram ensinados a repetir esses slogans e quando você tenta falar com eles em termos de fatos, eles pensam que você está tentando confundi-los.”