Atriz branca desiste de dar voz à personagem negra de desenho: “negros devem ser dublados por negros”

3
Jenny Slate (Albert L. Ortega/Getty Images)
Anúncio:

Jenny Slate, a atriz inicialmente escalada para dar voz a uma personagem no desenho Big Mouth, produzido pela Netflix, acabou desistindo do trabalho; a razão é que Slate dublaria a voz de uma negra e, argumenta a atriz, seu privilégio de ser branca não é compatível com o papel.

Nick Kroll, um dos criadores da série, disse que a decisão de Jenny Slate veio depois de uma “discussão cuidadosa com nossos colaboradores negros.”

Anúncio:

“No início do show, eu pensei que era permitido interpretar a voz ‘Missy’ porque sua mãe é judia e branca – como eu sou”, justificou-se Slate. “Mas ‘Missy’ também é negra, e os personagens negros de um programa de animação devem ser interpretados por negros.”

A atriz se une a diversas celebridades que já se auto-acusaram de ter o “privilégio branco”, termo associado a uma suposta “supremacia dos brancos” sobre os negros, a quem eles veem como oprimidos.

Ações de justiça social em favor dos negros têm aumentado exponencialmente desde o mês passado, quando o afro-americano George Floyd foi morto asfixiado por um policial branco nos Estados Unidos.

“Eu reconheço que meu raciocínio original era falho”, continuou a atriz, “e que ele existia como um exemplo do meu privilégio branco e das permissões injustas feitas dentro de um sistema de supremacia branca da sociedade.”

“Sinto muito”, concluiu. “Vozes negras devem ser ouvidas. Vidas Negras Importam.”