Prisão de Sara Winter foi pedida por deputado gaúcho Nereu Crispim (PSL), informa jornalista

0
Anúncio:

Segundo informação exclusiva do jornalista Oswaldo Eustáquio, que acompanha a prisão ilegal da ativista conservadora Sara Winter, o pedido da prisão de Sara foi feito pelo deputado Nereu Crispim (PSL-RS), através de ofício enviado ao STF.

Em seu perfil do Twitter, jornalista informou:

Anúncio:

Documentos obtidos com exclusividade mostram que o deputado Nereu Crispim (PSL-RS) enviou ofício pedindo a prisão de Sara Winter. O deputado atropelou Augusto Aras e tomou para si a prerrogativa da PGR, de forma ilegal. Ou seja, Alexandre de Moraes cometeu um crime.

De acordo com o jornalista, a ativista deve sair da cadeia nesta quarta-feira (24), após denúncias de que não houve pedido feito pela PGR.

Crispim foi um dos deputados depoentes na CPMI das Fake News e, junto de Joice Hasselmann e Alexandre Frota, compõem grande parte das denúncias contra jornalistas conservadores, acusados de compor “milícias virtuais” e possíveis organizações criminosas, segundo o próprio ministro.

Em seminário organizado pela Abraji, o ministro do STF disse:

“Não se pode censurar, restringir a liberdade de manifestação, de liberdade de imprensa. Mas as pessoas devem arcar com as consequências de seus atos. (…) Não é possível que novas formas de mídia se organizem de forma criminosa com finalidades de propagação de discursos racistas, de discursos discriminatórios, de ódio e de discursos contra a democracia e instituições democráticas”, afirmou Moraes, sem dar nenhum exemplo dos delitos mencionados associados à mídia independente.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.