Presidente polonês promete proteger crianças da ideologia LGBT e apoiar a família tradicional

2
Andrzej Duda, atual presidente polonês e candidato à reeleição (Omar Marques/Getty Images)
Anúncio:

Reafirmando a agenda conservadora do seu partido (PiS) para a eleição presidencial que acontecerá no próximo domingo (28), o atual presidente polonês Andrzej Duda prometeu proibir a propagação da ideologia LGBT em instituições públicas e a promoção da homossexualidade nas escolas.

“É uma ideologia estrangeira. Não há consentimento para que esse fenômeno aconteça em nosso país de forma alguma”, disse Andrzej Duda num documento em que delineia sua política para a educação. “Os pais são responsáveis pela educação sexual de seus filhos.”

Anúncio:

Ao contrário da visão que Andrzej Duda tem da família, o seu principal oponente na eleição de domingo, o prefeito da cidade de Warsaw, Rafal Trzaskowski, propôs o seu projeto de campanha, que inclui a obrigação das escolas polonesas adotarem o ensino “inclusivo LGBT”, conforme as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e o guia da “educação sexual compreensiva” produzido pela ONU, informou o Breitbart.

O programa de Andrzej Duda causou a fúria da comunidade LGBT. Outro candidato a presidente, Robert Biedron, que é gay assumido, chegou a traçar paralelos entre a visão de Duda e o período da Segunda Guerra Mundial, quando a Polônia estava sob o pesado jugo dos nazistas:

“Este é um documento radical que divide a sociedade polonesa, introduzindo padrões que lembram os tempos mais brutais da história da Polônia e da Europa.”

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.