Manifesto pede fim de Inquérito das Fake News e de perseguição a jornalistas

7
Anúncio:

Publicado por mais de 10 sites e páginas das redes sociais, neste domingo (21), o Manifesto pela Democracia é um ato em conjunto de diversos sites e jornalistas independentes que pedem ao presidente Jair Bolsonaro para deslegitimar, anular e desobrigar servidores ao cumprimento do polêmico “inquérito das fake news”, que vem sendo utilizado para perseguir seus apoiadores e a liberdade de expressão nas redes sociais.

No Twitter, o texto foi acompanhado da hashtag #FimDoInqueritoFake.

Anúncio:

O site Estudos Nacionais participou desta histórica iniciativa, junto de Brasil Sem Medo, Senso Incomum, Crítica Nacional, Jornal da Cidade Online, entre outros, além de colunistas e jornalistas independentes que vêm sendo perseguidos pelo inquérito criado por Alexandre de Moraes.

Em seu pedido, o Manifesto dá um claro recado a Bolsonaro, pedindo a proteção dos direitos básicos da democracia:

…por meio de um decreto presidencial, determine a todos os agentes públicos federais que se abstenham de realizar quaisquer diligências provenientes do Inquérito 4.781, evitando assim novas afrontas à Constituição Federal e aos direitos fundamentais dos cidadãos brasileiros. Pedimos que tal inquérito seja declarado ilegítimo e ilegal, por afrontar os princípios básicos da democracia.

Simbolismo da iniciativa

A publicação conjunta do Manifesto representa a união de um setor tradicionalmente disperso entre páginas e perfis das redes sociais, que vêm tomando consciência de seu papel como autêntico megafone da população, além de um importante instrumento para a transformação da consciência política em uma voz capaz de influenciar os debates nacionais.

A perseguição a jornalistas, páginas e perfis de redes sociais vem sendo promovida pelo STF, mas também pela imprensa, que representa os grandes grupos de comunicação que se sentiram prejudicados pelo avanço da liberdade de expressão na internet. A união das mídias independentes, portanto, simboliza uma resposta à união dos grandes grupos contra a voz popular de usuários, internautas, e pequenos sites que buscam suprir o verdadeiro apagão informativo causado pelo ativismo dos jornais.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.