Sara Winter será transferida à Penitenciária feminina do DF, informou jornalista

A ativista foi presa nesta segunda-feira (15) após atos de protesto em frente ao Supremo

1
Foto: perfil Sara Winter Facebook
Anúncio:

Em seu perfil no Twitter, o jornalista Oswaldo Eustáquio, amigo de Sara Winter, informou que a ativista está sendo transferida para a Penitenciária Feminina do Distrito Federal. Segundo Eustáquio, os advogados temem pela integridade física de Sara, que já foi ameaçada de morte e de violência sexual por organizações criminosas.

A ativista foi presa nesta segunda-feira (15) após atos de protesto em frente ao Supremo Tribunal Federal, que abriu inquérito para apurar o que chamou de “atos antidemocráticos”. Sara é a terceira prisão política de apoiadores de Jair Bolsonaro, que vêm sendo alvos de mandados de busca e apreensão e tendo apreendidos computadores e celulares.

Anúncio:

O ministro do STF, Roberto Barroso, declarou hoje, em manifestação sobre o chamado “inquérito das fake news”, que “a defesa institucional do STF está acima de quaisquer formalidades”, em recado claro a críticos da Suprema Corte nas redes sociais.

Jornalistas e blogueiros, assim como usuários das redes sociais, vêem na atuação dos ministros uma tentativa de calar as vozes que apoiam o presidente Jair Bolsonaro. Nas redes sociais, um vídeo do líder petista, José Dirceu (PT), fazendo graves críticas a ministros do Supremo vem sendo compartilhado como evidência de parcialidade e perseguição do STF a conservadores.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.