Oscar irá adicionar requisito “diversidade” para elegibilidade de filmes

1
(Richard Shotwell/Invision)
Anúncio:

Conforme reportou o The New York Times, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou, na última sexta (12), que diversos esforços estão sendo feitos para que critérios de “inclusão” sejam levados em conta no processo de escolha de filmes a serem premiados no Oscar.

“Não está claro quais requisitos de diversidade serão exigidos, mas a academia pode receber uma dica de seus irmãos na Grã-Bretanha: em 2019, o British Film Institute se tornou o primeiro grande órgão de premiação a introduzir critérios de diversidade e inclusão em seus requisitos de elegibilidade. Todas as entradas em duas categorias de filmes britânicos – excelente filme britânico e excelente estréia de um escritor, diretor ou produtor britânico – agora precisam aumentar a representação para atender a pelo menos dois dos quatro padrões de diversidade, como ‘representação na tela, temas e narrativas’ e ‘acesso e oportunidades na indústria cinematográfica’, entre outros”, escreveu o Times.

Anúncio:

O chefe executivo da Academia, Dawn Hudson, disse que “a necessidade de resolver esse problema é urgente. Para esse fim, alteraremos – e continuaremos a examinar – nossas regras e procedimentos para garantir que todas as vozes sejam ouvidas e celebradas.”

O senso de urgência a que se refere Hudson tem correlação com a onda de protestos que se espalharam nas metrópoles americanas nas últimas semanas. As manifestações, iniciadas com a morte do afro-americano George Floyd, após ter sido sufocado por um policial branco na cidade de Mineápolis, exigem mudanças profundas na sociedade americana, a fim de combater – alegam os manifestantes – o “racismo estrutural” impregnado nos EUA.