Com método inspirado no fascismo, “Antifa” tem apoio de milionário que colaborou com nazistas

0
BRASIL, 2013 O black bloc, ou bloco negro, que entra nas passeatas para promover violência e vandalismo ITÁLIA, 1922 Os “camisas negras”, paramilitares fascistas, apoiam a ascensão ao poder do ditador Benito Mussolini (Fotos: Lost Art e Afp)
Anúncio:

As relações do movimento Antifa com a violência e o terrorismo de fascistas e nazistas vão muito além das semelhanças fortuitas em saudações ou de "desafios do leite". O movimento foi classificado pelos EUA como grupo terrorista e não foi à toa. Seus manuais assumem o recurso dos métodos exclusivamente violentos e da exclusão completa da racionalidade para a luta política e imitam a estética do fascismo italiano.

Oficialmente, o movimento diz ter iniciado em 1932, quando o Partido Comunista Alemão fundou a Antifaschistische Aktion, uma frente multipartidária destinada a combater o nazismo. Os membros do Antifa identificam-se com ideologias de extrema-esquerda, descrevendo-se a maioria deles como revolucionários anticapitalistas. Vestem-se de negro, muitas vezes cobrindo a cara com máscaras e capacetes para não serem identificados pelas forças de segurança. O movimento serve de exércit...

Anúncio:

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: