Ciro Gomes é canastrão, diz General Heleno.

Por meio de suas redes sociais, Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional, respondeu a Ciro Gomes.

0
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Anúncio:

O General Heleno, Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional do presidente Jair Bolsonaro, por meio de suas redes sociais, respondeu às acusações e ofensas proferidas por Ciro Gomes, em vídeo.

Segundo Heleno “Ciro Gomes, que eu mal conheço e considero um canastrão, publicou um vídeo com uma série de ofensas a mim. Não vou responder, porque o considero um lixo humano, nem vou processá-lo, por ser um caso igual ao Adélio, inimputável por ser débil mental”.

Anúncio:

Merval Pereira

O General aproveitou a oportunidade e respondeu ao jornalista do O Globo, Merval Pereira.

Em publicação no referido jornal, na última sexta-feira (22), o jornalista escreveu que: “(…) Ontem também o chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), General Augusto Heleno, garantiu em uma palestra que “ (…) Não passa [pela cabeça] ditadura, intervenções, isso são provocações feitas por alguns indivíduos que não têm coragem de dizer quais são suas ideologias, que ficam provocando os militares para ver se nós vamos reagir.” E, “O General Augusto Heleno, nessa mesma palestra em que negou a possibilidade de golpe militar, disse que o governo não precisava de apoio da mídia tradicional porque tinha suas redes sociais. Mas a radicalização política vem destas mesmas redes, que não têm os freios democráticos impostos pela convivência civilizada”.

Em resposta, Heleno esclarece que: “Concordo que o bom jornalismo depende de credibilidade e honestidade. Essas virtudes foram abandonadas por grande parte da imprensa, hoje pautada pela parcialidade e pelo fanatismo contra o Governo Federal. Merval Pereira desconhece redes sociais como um espaço democrático, em que cidadãos têm o direito de expressar sua opinião, contra ou a favor de fatos ou pessoas. Voltam-se contra a imprensa, quando a veem como um poderoso meio para divulgar Fake News”.