Partido Verde alemão quer “preço mínimo” para produtos da indústria da carne

0
Chefe do Partido Verde, Robert Habeck (alliance/Michael Kappeler/dpa)
Anúncio:

O líder do Partido Verde da Alemanha (Die Grünen), Robert Habeck, esboçou um plano para que a indústria de alimentos de origem animal seja pesadamente regulada.

Segundo Robert, a principal razão da iniciativa é que há, em toda a Alemanha, um surto de coronavírus nas fábricas que produzem carne.

Anúncio:

“Além de um preço mínimo para produtos de origem animal, o plano também prevê proibições de contratos de trabalho e mais controles estatais nas empresas. Um preço mínimo leva em conta os custos de produção, para que os agricultores também se beneficiem”, escreveu o jornal alemão Junge Freiheit.

Habeck também defendeu, no plano, o bem-estar animal. Deveria haver, segundo ele, um “centro de proteção animal” que deveria garantir melhores condições de moradia. “Isso financiará a abandono de estábulos e dará mais espaço aos animais”, afirmou.

Renate Künast, deputada alemã do Partido Verde, disse que “nossa cultura alimentar deve finalmente dizer adeus à carne mais barata da indústria cruel da carne…”