EUA: centenas de médicos alertam Trump sobre consequências catastróficas do lockdown

1
Mark Makela/Getty Images
Anúncio:

Em uma carta endereçada ao presidente Donald Trump, mais de 600 médicos americanos afirmaram que “interrupções contínuas da vida normal em resposta à pandemia de coronavírus causarão um sério desastre em massa.”

“Milhares de médicos de todas as especialidades e de todos os estados gostariam de expressar nossa gratidão por sua liderança”, começa a carta. E continua:

Anúncio:

“Escrevemos para você hoje para expressar nosso alarme sobre as consequências negativas exponencialmente crescentes para a saúde no caso do desligamento nacional[…] A pobreza e a incerteza financeira estão intimamente ligadas à saúde precária.”

“Um shutdown contínuo significa que centenas de milhões de americanos serão rebaixados em um nível. Estamos alarmados com o que parece ser a falta de consideração pela saúde futura de nossos pacientes. Os efeitos de deterioração de um nível na estão sendo subestimados e subnotificados. Este é um erro de grande magnitude. É impossível exagerar os danos a curto, médio e longo prazo à saúde das pessoas com um desligamento [shutdown/lockdown] contínuo.”

“Perder um emprego é um dos eventos mais estressantes da vida, e o efeito na saúde de uma pessoa não diminui, porque também aconteceu com 30 milhões de outras pessoas”, continuou a carta. “Manter escolas e universidades fechadas é incalculável e prejudicial para crianças, adolescentes e jovens adultos nas próximas décadas. Os milhões de vítimas de um desligamento contínuo estarão escondidos à vista de todos, mas serão logo após chamados de vítimas de alcoolismo, falta de moradia, suicídio, ataque cardíaco, derrame ou insuficiência renal.”

 

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.