Milhões de trabalhadores na Índia já sofrem de fome durante a parada da economia

1
Pessoas fazem filha por comida na capital indiada, Nova Delhi. Foto: MSN News.
Anúncio:

Desde lockdown da economia, decretado em 25 de março para conter a pandemia de COVID-19, os trabalhadores indianos mais vulneráveis, agora sem trabalho, são obrigados a lutar contra a fome.

A situação da Índia parece que confirmou o que predisse David Beasley, diretor executivo da organização World Food Programme, que alertou o Conselho de Segurança da ONU: “o mundo está à beira de uma pandemia de fome que pode levar a várias fomes de proporções bíblicas.”

Anúncio:

“Centenas de homens, mulheres e seus filhos aguardam no sol escaldante por uma refeição preciosa em Gurgaon, nos arredores da capital nacional indiana, Nova Delhi”, informou o MSN News.

Mariam, segurando o filho recém-nascido, disse que “é um grande problema para mim, não há comida, não há dinheiro e eu tenho um bebê, estou muito preocupada com ele. Tudo o que nos é dado é tudo o que como o dia inteiro.”

Mariam segurando seu filho.

Lalla Bai, uma trabalhadora autônoma, veio ao centro da cidade tentar ganhar o sustento diário e criticou o governo:

Estamos irritados com o governo, eles estão nos matando de fome. Nem estão nos matando nem nos permitindo viver. Estamos presos no meio. Não posso voltar para meus filhos.

O MSN News ainda informou que trabalhadores autônomos, contratados e imigrantes formam quase 81% da força de trabalho do país.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.