Professora de Harvard diz que homeschooling é para doutrinar crianças com “ideologias extremas”, como o cristianismo

5
Crédito: Ted S. Warren
Anúncio:

Elizabeth Bartholet, professora no curso de direito de Harvard, disse que o recente crescimento do homeschooling (ensino em casa) é devido ao movimento conservador evangélico.

“Os cristãos conservadores queriam a chance de criar seus filhos com seus valores e sistemas de crenças e viam a educação em casa como uma maneira de escapar da educação secular nas escolas públicas”, afirmou Elizabeth à revista Harvard Gazette. E continuou:

Anúncio:

“Muitos pais que estudam em casa são ideólogos extremos, comprometidos em criar seus filhos dentro de seus sistemas de crenças isolados de qualquer influência social.”

No mês passado, Elizabeth Bartholet sugeriu que a prática de ensino em casa seja severamente regulada pelo estado, como forma de dificultá-la. “Temos um regime essencialmente não regulamentado na área do ensino em casa”, afirmou. “Se você observar o regime legal que rege o ensino em casa, há muito poucos requisitos para que os pais façam alguma coisa.”

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.