ONU emite dica linguística para tornar o discurso mais “inclusivo”: falar “marido” e “esposa” é ofensivo

5
Johannes Simon/Getty Images
Anúncio:

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), as pessoas devem ser cuidadosas na escolha das palavras para viver num mundo mais inclusivo.

“O que você diz importa. Ajude a criar um mundo mais igualitário usando linguagem neutra em termos de gênero, se não tiver certeza sobre o sexo de alguém ou se referir a um grupo”, escreveu a organização na sua conta oficial do Twitter.

Anúncio:

A orientação, na forma de uma tabela, sugere o abandono de palavras como “marido” e “esposa” e o uso, nesses lugares, da palavra genérica “cônjuge”.

Propõe, também, que a palavra “salesman” (vendedor) seja substituída por “salesperson”, trocando o “man” (homem) pelo genérico “person” (pessoa), na tentativa de deixar aqueles tradicionais substantivos mais “neutros” em termos de gênero. De igual modo com as palavras “mankind”, “chairman”, “congressman”, “businessman”, “fireman”, excluindo-as todas em razão da referência ao substantivo “man”.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.