Nos Estados Unidos, Suprema Corte de Wisconsin derruba ordem de “lockdown” do governo

1
Amber Arnold/Wisconsin State Journal
Anúncio:

A decisão apertada (4×3) “essencialmente reabre o estado, tirando limites do tamanho dos aglomeramentos, permitindo que as pessoas viajem como bem entenderem e permitindo que empresas fechadas reabram, incluindo bares e restaurantes”, informou o Associated Press.

A ordem de confinamento compulsório foi dada pela secretária de saúde Andrea Palm. A corte entendeu, depois, que ela não tinha atribuições para tal ato.

Anúncio:

“A elaboração de leis existe precisamente para garantir que esse tipo de julgamento subjetivo e controlador, tomado aqui por um funcionário não eleito, Palm, não seja imposto em Wisconsin”, escreveu o presidente da corte, Patience Roggensack, em seu voto majoritário.

O ex-governador Scott Walker, do Partido Republicano, elogiou a decisão dizendo que “o Supremo Tribunal de Wisconsin confirmou a lei. O estado de direito deve ser respeitado – mesmo em emergências. Sinto-me honrado por ter indicado dois dos juízes nesta decisão majoritária de 4×3.”

O atual governador de Wisconsin é Tony Evers, do Partido Democrata.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.