Análise das simulações pandêmicas globalistas de 2010 e 2019 financiadas por Rockefeller e Gates

1
Anúncio:

O que significam as simulações de pandemias financiadas por entidades globalistas que historicamente empreendem sistemáticos investimentos em engenharia social? O que podemos aprender com as análises e projeções dessas entidades que exercem tanto poder na sociedade hoje? Analisamos neste artigo elementos de destaque presentes em dois exercícios de simulação ou prospecção de cenários.

O mais recente exercício foi o Event 201, financiado pela Fundação Gates, semanas antes do primeiro caso de covid-19. O segundo a ser analisado, foi feito em 2010, com financiamento da Fundação Rockefeller.
...
O Event 201, dois meses antes dos primeiros casos de corovinavírus surgirem na China, projetou 65 milhões de mortos na simulada em alegada hipotética pandemia de coronavírus. Foram convidados participantes de grandes entidades e empresas, incluindo membros do CDC da China e membros da ONU e OMS. ...

Anúncio:

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: